Entendendo a diferença entre light, diet, zero e integral

Diet Light Zero ou Integral

Fala galera, beleza?
Como é muito comum ver pessoas por aí falando besteira com esse tipo de duvida, decidi trazer um post um pouco diferente do cotidiano para ninguém ficar sem saber o que está comprando com seu suado dinheiro.
Então… deixemos de enrolação e vamos ao que interessa!

Ao menos uma vez por mês, ao fazer nossas queridas compras de supermercado, somos bombardeados por embalagens coloridas em que, muitas das vezes, nos confundem mais do que esclarecem. Lembrando que prestar a atenção na formulação dos ingredientes e a divisão dos nutrientes (macronutrientes, vitaminas e minerais) é essencial pois nem sempre, independente do que o rotulo diz na frente, se enquadra na nossa dieta do dia a dia.

Vamos desmistificar as nomenclaturas:

Alimentos Light

Diferente do que a maioria das pessoas acredita, light não se refere especificamente a alimentos com teor de gordura reduzido. De acordo com o Ministério da Saúde, alimentos light tem de ter no máximo 40kcal em cada 100g do produto no caso de alimentos sólidos e até 20kcal a cada 100ml em alimentos líquidos. Há uma terceira situação onde um alimento pode ser considerado light: Quando o alimento é reduzido em, ao menos, 25% em algum dos nutrientes ou na quantidade total de calorias em relação ao produto tradicional.

Alimentos Diet

Termo comumente utilizado quando o alimento não possui açúcar, porém, de acordo com o MS, quando um alimento é isento de gorduras, proteínas ou sódio, também pode ser considerado diet. Vale resaltar que nem todo alimento diet é hipocalórico, ou seja, tem menos calorias que o tradicional como por exemplo o chocolate. No caso do chocolate, a maioria das vezes removem o açúcar para chama-lo de diet, porém adicionam gorduras para manter a consistência e realçar o sabor o que, muita das vezes, o torna mais calórico que o tradicional (lembram que no post sobre o que comer, eu disse que carboidratos tem 4kcal e gordura 9kcal? açúcar é carboidrato. Tire 10g de carboidrato e adicione 10 de gorduras…). Para bebidas, até 0,5g de açúcar por cada 100ml, é considera diet.
Para perda de peso, nem sempre é interessante trocar o alimento tradicional por um diet, mas ainda vale a pena conferir a quantidade calórica por porção entre o alimento diet e o tradicional, caso seja menor que o tradicional, vale a pena a troca. Alimentos diet são mais utilizados para quem tem algum tipo de doenças metabólicas como diabetes ou para atender dietas que exijam a isenção de nutrientes como açúcar, gordura, glúten, sódio, etc.

Alimentos Zero

Assim como os alimentos diet, a nomenclatura ZERO, indica a isenção de algum nutriente em comparação com a tradicional. Aparentemente veio ao mercado para diminuir um pouco dessa confusão.

Alimentos Integrais

Alimentos integrais são aqueles que não passaram pelo processo de refinamento, mantendo as suas características originais como coloração, fibras, vitaminas e minerais. Mesmo o leite, porém, neste caso específico, damos preferência ao desnatado que não contém gordura ou sem lactose para quem tem intolerância.

OBS: No caso dos alimentos integrais, é preciso uma atenção extra já que nem todos os alimentos escritos integrais na embalagem são de fato integrais. Muitas das vezes eles simplesmente tem uma pequena quantidade de farinha integral misturada a farinha branca (enriquecida com ferro e ácido fólico). Faz-se necessário verificar os ingredientes para ter certeza que não contém farinha enriquecida.

Por hoje é isso. Se restou alguma dúvida sobre o assunto, deixe nos comentários que responderei assim que possível.
Até o próximo post!